Projetos pessoais

IMACULADA

Em um mundo que se torna cada vez mais difícil e o futuro para muitos já não existe, o que nos move perante a vida?


Quando acaba a razão, para onde ir? Por onde caminhar? Quando nada mais se têm, a fé pode ser mais que uma fuga ou esperança, ela pode ser tudo o resta na vida.


A busca por aquilo que não se pode ver, apenas sentir, a poesia na luz como forma do sagrado, é o que busco retratar no nesse trabalho que teve início em 2007, e que carrego comigo até os dias de hoje.


Desde criança pude observar o crescente número de peregrinos ao maior Santuário Mariano do Mundo, o Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida. Percebi com o tempo e com as experiências que a vida me trouxe, que independente da cor da pele ou da condição social a fé dos devotos rompem barreiras a procura das bençãos da Mãe Imaculada. Acompanhar há tanto tempo me faz viver essa realidade, mais que um trabalho documental, é uma parte da minha vida e alma que aqui entrego.